EAD ShimmieOn

Clube de assinatura shimmie

Mapa Astral

Carol Souza

Seu mapa astral

Carol Souza

Oi Carol, tudo bem?

Aqui está um pedacinho do seu mapa astral, e como boa apaixonada que é por dança do ventre, acredito que você queira saber mais sobre si mesma e como pode desenvolver seus potenciais enquanto pessoa e praticante de dança, certo?

Ascendente 

 

Você sabia que o Ascendente (ou casa I) é um ponto super importante no mapa? Pois ele nos traz pistas sobre como você pode desenvolver a essência da sua bailarina, que no caso, é o seu Sol. Ele fala sobre a nossa imagem, forma que nos apresentamos e motivação primária (o que eu vim fazer aqui?), e num mundo como dança do ventre, a imagem que passamos é um requisito super relevante.

 

Seu ascendente é Aquário, signo fixo de ar e energia masculina (ativa). Você demonstra rebeldia e independência por onde passa! É inteligente, tem boa argumentação e é bastante comunicativa. Também é proativa e decidida, tomando atitudes mais racionalmente. Acredita que através da disciplina conquistamos nosso lugar no mundo, desta forma, pode se mostrar exigente, nunca se contentando com pouco. Esteja alerta para não ser intransigente e intolerante em certas ocasiões, ok? 

 

Sol

 

O sol fala sobre a nossa identidade, quem realmente somos ou queremos nos tornar, sendo um caminho a ser desenvolvido para uma consciência maior, ou seja, nossa própria luz. É um dos planetas mais importantes na astrologia, sendo que todas as características associadas ao signo solar são aprimoradas ao longo da jornada dançante.

Seu sol é Capricórnio, signo de terra, cardinal (que dá início) e energia feminina (receptiva). Sua essência é de uma pessoa firme, constante e persistente. Não desiste fácil e sempre encontra meios de conseguir o que quer alcançar. É responsável, madura e bastante controladora, principalmente com o lado material e afetivo, podendo mostrar insegurança e reprimir suas emoções. Pode passar por diversas provações, mas consegue sempre se superar, devendo levar essas experiências como forma de aprendizado.

Texto e mapa desenvolvidos por Samara Alves @astroventre