EAD ShimmieOn

Clube de assinatura shimmie

Mapa Astral

Viviane Barcelos

Seu mapa astral

Viviane Barcelos

Oi Viviane, tudo bem?

Aqui está um pedacinho do seu mapa astral, e como boa apaixonada que é por dança do ventre, acredito que você queira saber mais sobre si mesma e como pode desenvolver seus potenciais enquanto pessoa e praticante de dança, certo?

Ascendente 

 

Você sabia que o Ascendente (ou casa I) é um ponto super importante no mapa? Pois ele nos traz pistas sobre como você pode desenvolver a essência da sua bailarina, que no caso, é o seu Sol. Ele fala sobre a nossa imagem, forma que nos apresentamos e motivação primária (o que eu vim fazer aqui?), e num mundo como dança do ventre, a imagem que passamos é um requisito super relevante.

 

Seu ascendente é Aquário, signo de ar, fixo, e energia masculina (ativa). Revela a imagem de uma pessoa que busca ser livre e independente, podendo se mostrar rebelde ou alguém que quebra padrões, indo contrária à ideias pré-estabelecidas. É divertida, moderna, intelectual, e gosta muito de trocar ideias com quem quer que seja. Demonstra seus sentimentos de maneira consciente, não deixando se levar por qualquer um, só quem partilha da mesma vibe que a sua.

 

Sol

 

O sol fala sobre a nossa identidade, quem realmente somos ou queremos nos tornar, sendo um caminho a ser desenvolvido para uma consciência maior, ou seja, nossa própria luz. É um dos planetas mais importantes na astrologia, sendo que todas as características associadas ao signo solar são aprimoradas ao longo da jornada dançante.

Seu sol está em Câncer, signo de água, cardinal (que inicia) e energia feminina (receptiva). Ao contrário do seu ascendente, quando te conhecem mais de perto veem que você é sensível, carinhosa e protetora, até mesmo mais reservada. Sua essência busca reconhecimento por intermédio de autonomia e liderança, principalmente no cotidiano e na rotina de trabalho. Inclusive, pode gostar de conduzir processos — mesmo que indiretamente — de maneira amorosa e cuidadosa com os outros. É importante descobrir que há estabilidade emocional em si mesma suficiente para ser mais aberta à afetividade exterior.

Texto e mapa desenvolvidos por Samara Alves @astroventre